top of page

Quando vamos deixar pra trás a síndrome do vira-lata? ? 👀

Atualizado: 12 de mar.

Quando vamos deixar pra trás a síndrome do vira-lata? ? 👀 Há uma semana, essa rede estava tomada por posts sobre o Web Summit. Hoje, não vi quase ninguém postando sobre o Rio Innovation Week.


Como devem ter acompanhado, entre os dias 1 e 4 de novembro aconteceu o #WebSummitLisboa, considerado um dos principais eventos de inovação e criatividade do mundo. Quatro dias depois, tivemos a abertura da segunda edição do Rio Innovation Week, evento que tem foco em negócios e tecnologia e é um dos principais do circuito aqui na América Latina.


Para quem não conhece a dimensão do RIW, os números podem ajudar: são mais de 700 palestrantes, 200 empresas expositoras e 2.000 startups e a expectativa é que até o dia 11 de novembro 70 mil pessoas passem pelo local - sim, o mesmo número de participantes do WS. O evento tem como principal objetivo discutir o futuro e principais tendências tecnológicas para diferentes segmentos da economia.


Honestamente, eu acredito que ainda temos um pouco da síndrome do cachorro vira-lata e achamos que o que é realizado lá fora é mais interessante ou melhor do que o que temos aqui. E isso se reflete nos eventos que temos no Brasil e como muitos enxergam essas opções que temos - nas últimas semanas vi muitas pessoas postando sobre o Web Summit, compartilhando vários conteúdos e a localização em Lisboa. Não vi nem ⅓ dessa movimentação sobre o RIW - um evento tão importante e com uma programação tão recheada como o evento de Portugal.


O local escolhido pelo RIW tem uma vibe street art e moderno - é bem ao lado do Museu do Amanhã, um dos museus mais bonitos que temos no nosso país (na minha opinião). Já no primeiro dia de evento, vi novos empreendedores fazendo seus pitchs para possíveis investidores; vi empresas expondo seus produtos e serviços para milhares de pessoas. Os participantes puderam acompanhar palestras ministradas por nomes como Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden; Dan Cockerell, VP da Disney; Camila Farani, empreendedora e investidora anjo; e José Carlos Semenzato, presidente da SMZT Holding de Franquias.


Continuarei aproveitando todos os dias do evento, as diversas oportunidades de aprendizados e conexão por aqui. Me arrisco deixar uma dica para os empreendedores que se mobilizem para estar nos eventos no Brasil e tentem aproveitar melhor as oportunidades que surgem por aqui. Em 2023, o Rio de Janeiro também vai receber o Web Summit, que vai aterrissar pela primeira vez em terras brasileiras.


-

Este artigo foi originalmente publicado no LinkedIn da Maria Cecília, CEO do Grupo Fala.

16 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Yorumlar


bottom of page